Há várias vantagens em ter uma loja virtual. Muitos empresários expandem suas lojas físicas para lojas virtuais para aumentar as vendas e oferecer praticidade aos clientes. Já outros preferem iniciar um negócio por uma loja virtual por ter um custo e investimento menor que uma loja física.

 

 

Mas começar uma loja virtual não acontece do dia para a noite. É preciso seguir alguns passos para começar e manter a loja virtual funcionando. Veja a seguir:

 

1. Planejamento e gestão

 

O sucesso de uma loja virtual está relacionado ao fato de o produto ou serviço ser bom e solucionar um problema de um mercado. Além disso, o sucesso também está relacionado à uma loja virtual ativa e rentável.

 

Neste passo, você deverá definir o seu negócio. Descubra as dores e demandas do seu público e defina seu mercado. Após isso, veja se sua ideia é viável para solucionar as dores e atender as demandas do seu público. Descubra quem são seus concorrentes e pesquise sobre eles.

 

Não se esqueça que seu negócio deve ter um posicionamento, um registro e diferenciais. Defina um nome e veja se há domínios disponíveis na internet.

 

2. Contabilidade

 

O seu negócio vende mercadorias ou presta serviços? É importante definir a classificação fiscal já que existem diferentes impostos de acordo com ela. Para a venda de produtos se aplica o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) e para prestação de serviços é o Imposto Sobre Serviços (ISS).

 

Além disso, existe o regime de tributação. Para faturamentos de até 60 mil anual, o empreendedor pode ser um microempreendedor individual (MEI). Se o faturamento for até 3,6 milhões, pode escolher o Simples Nacional. A ajuda de um contador é sempre bem-vinda para esta etapa.

 

3. Escolha de plataforma

 

A escolha da plataforma deve ser feita de acordo com os objetivos da empresa e do público-alvo. Ela também deve ser flexível para atender as suas necessidades neste momento e futuramente, caso seu negócio cresça.

 

4. Segurança de dados

 

Seus clientes fornecerão dados para realizar compras no seu e-commerce, como número do cartão de crédito, dados pessoais, endereço, etc.. Eles se preocupam com a segurança disto e é sua obrigação proteger estes dados para deixar o usuário se sentir mais confortável para fazer compras.

 

5. Marketing

 

Como as pessoas chegarão à sua loja virtual se você esquecer de fazer o marketing do seu negócio? O tráfego da sua loja é diretamente influenciado pelo marketing. Por isso, você deve se dedicar e investir tempo e dinheiro para captar novos clientes e os fidelizar. Aqui vão algumas dicas para seu marketing:

 

Redes Sociais

 

Redes sociais como o Twitter, Facebook e Instagram apresentam baixo custo e ótimas possibilidades de divulgação e interação. Você pode compartilhar conteúdo próprio ou de terceiros. Escolha as redes sociais mais adequadas para seu público-alvo.

 

Conteúdo

 

Criar um conteúdo relevante é ótimo para atrair visitantes e compradores. Requer um investimento baixo, mas os resultados vêm ao longo prazo. O conteúdo pode ser postado e divulgado em diferentes redes sociais e email marketing e impulsionado pelo Google Adwords e Facebook Ads

 

Email marketing

 

O email marketing já foi muito julgado como spam e mensagens intrusivas. Mas se for bem usado, é sinônimo de canal de vendas. Divulgue ofertas, novos produtos e conteúdo relevante para seu público-alvo. Claro, você deve enviar email marketing apenas para quem lhe deu permissão.

 

Google Adwords e Facebook Ads

O Google Adwords e o Facebook Ads são formas de impulsionamento e anúncios. Requerem investimento, mas trazem visitantes, ajudam nas vendas e geram reconhecimento para seu negócio.

 

 Foco em conversão

 

Se o marketing é para sua loja virtual vender, você deve focar em conversões. Foque em transformar os visitantes em clientes.

 

6. Suporte

 

Existe uma lei para e-commerce’s que exige um atendimento 24/7 para esclarecer dúvidas e solucionar problemas. Muitas empresas criam no próprio site uma página de esclarecimento de dúvidas frequentes, regras e procedimentos. Mesmo assim, é bom que a seção “Fale Conosco” esteja disponível e que o usuário receba um email de confirmação caso envie alguma dúvida, reclamação ou elogio.

 

7. Logística e Frete

 

A logística do seu negócio é importante para a satisfação dos clientes. Se a experiência de comprar e não ter o produto entregue ou a entrega não acontecer, você perderá clientes.   A entrega pode ser feita pelos Correios, correndo o risco de a entrega atrasar por causa de greves a paralisações, ou por uma transportadora, que é mais pontual que o os Correios mas é cara para empresas que tenham pequenas operações.

 

8. Legislação

 

Assim como todo negócio, uma loja virtual deve seguir as regras definidas no decreto para e-commerces para não sofrer penalizações e multas.

 

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com seus amigos e escreva nos comentários o que achou.

 

Fontes:
1, 2 e 3