fbpx

Como fazer compras online com segurança? Dicas e cuidados

Loja virtual online

Conseguir ir às compras sem levantar do sofá ou ter a possibilidade de comprar um ingresso do filme que está em cartaz durante a volta do trabalho são algumas das vantagens que o universo online oferece.

Cada vez mais o comércio de eletrônicos oferece uma boa possibilidade para fazer compras, visto que apresentam variedade, comodidade e preços melhores se comparado as lojas físicas.

Porém, além de todo esse conforto, há uma infinidade de aspectos que o consumidor avalia ao realizar compras online. Segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 50% dos consumidores são cativados pelas lojas virtuais graças ao preço.

Além disso, para 33% das pessoas a economia de tempo é outro fator determinante e, ainda, 27% disse que a facilidade para comparar produtos e marcas é o que levam a fazer compras online.

Aliás, só em 2017, as compras online no Brasil somaram cerca de 166,2 bilhões de reais, isso mostra que muitas pessoas preferem comprar em lojas online que se deslocar em busca dos produtos e marcas nas lojas físicas.

Entretanto, vale ressaltar que as compras online precisam ser realizadas com cuidado, visto que podem trazer algum risco de segurança. Claro, isso não quer dizer que você não pode realizar compras online, mas indica que deve analisar alguns pontos na hora de escolher o seu canal de compras.

Aposto que ficou intrigado sobre como fazer compras online com segurança. Por isso, listamos alguns aspectos importantes para te auxiliar nesse processo. Continue lendo!

7 dicas para comprar online com segurança

Certamente você já deve ter se deparado com alguém que buscou por uma resina epóxi – por exemplo –  pela internet e deu com a cara na porta, né? Talvez, a empresa ofereceu um produto que não correspondia com a realidade, o material pode ter chego danificado ou a organização não exista.

Por isso, reunimos algumas dicas para assegurar a sua compra online e evitar possíveis dores de cabeça! Acompanhe:

Pesquise na internet

O primeiro passo é criar um campo amplo de informação. Veja a cultura da empresa, sua missão e valores. Além disso, procure por avaliações e reclamações dos consumidores. Se as avaliações forem ruins, é um ótimo indicativo de que a loja vem causando transtornos.

Veja se o site é confiável

Assim como os métodos tradicionais, faça compras em lojas virtuais de confiança. Verifique se seus colegas ou familiares conhecem o site e busque indicação de outros consumidores. De preferência, opte por lojas que sejam populares no mercado.

Observe se o site é seguro

Para saber a veracidade do site, é possível encontrar um selo de segurança no canto inferior da tela e na barra de endereço do site, onde geralmente aparece um cadeado fechado. Além disso, as lojas virtuais seguras possuem o HTTPS na URL.

Canais de atendimentos

Um dos pontos fundamentais no momento da compra é verificar se a marca conta com um canal direto de comunicação. Confira se o site fornece informações como CNPJ, endereço e SAC

Não caia em preços muito baixos

Assim como nas lojas físicas, os produtos tendem a manter uma média de preço nas lojas online. Se você se deparar com uma oferta bem distante do padrão, desconfie da veracidade do site e informações.

É impossível todas as lojas do mercado oferecerem um kit de equipamento de proteção individual por R$ 200 e um site, isoladamente, oferecer  por R$ 20.

Formas de pagamento

Ainda falando dos preços, tenha cuidado com as opções disponíveis para pagamento, essencialmente se forem restritas e conta corrente. Normalmente, as lojas virtuais oferecem todas as opções de pagamento, incluindo cartão de crédito e boleto bancário.

Atualize o seu antivírus

Para se proteger de ameaças virtuais, é essencial instalar e atualizar um antivírus no seu computador ou smartphone. O software será capaz de detectar possíveis ameaças e invasões ao seu dispositivo.

Tenha cautela com dados pessoais

Geralmente, para efetuar uma compra, você precisa informar vários dados pessoais, como CPF, endereço, número do cartão e etc. Por isso, evite comprar em locais com rede de internet coletiva, como lan house.

Infelizmente, existem inúmeros profissionais mal-intencionados que podem tentar roubar as suas informações.

Além de todas essas informações, também é possível saber sobre a veracidade de um comércio eletrônico por suas características visuais. Se você acessar um site que contém inúmeros alertas que piscam e pop-ups surgindo, analise bem. As lojas mais sérias buscam legitimidade na aparência profissional que foge desse padrão.

Porém, existem comércios eletrônicos verdadeiros que pecam na questão de credibilidade. Alguns deles, não agem corretamente com a divulgação, entrega e troca. Dessa forma, é fundamental conhecer os direitos previstos pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Direitos do consumidor virtual

O que muita gente não sabe, o Código de Defesa do Consumidor não se restringe apenas às lojas físicas. Segundo o Artigo 49, o consumidor que realiza compras pela internet, tem direito ao arrependimento sem precisar explicar o motivo.

Sendo assim, o consumidor pode solicitar o cancelamento da compra e solicitar a devolução do produto em até uma semana, independente se tem defeito ou não. Aliás, essa medida pode ser tomada por meio do computador, sem envolver aqueles processos burocráticos.

Afinal, agora que temos todas as medidas de segurança, que tal analisarmos os fatores que influenciam na decisão de compra? Veja abaixo:

O que influencia na decisão da compra online?

No topo da lista de benefícios está ele: o frete grátis. Segundo uma pesquisa da Boston Consulting Group (BCG), 74% dos consumidores afirmam que o ‘’frete grátis’’ é o fator que os influencia na hora de decidir comprar online.

Afinal, é muito melhor fazer uma compra onde não é necessário pagar pela entrega, não é mesmo? Por isso, muitas empresas estão implementando esse sistema para aumentar o número de vendas.

Além disso, outro fator que conta na hora de fechar o negócio é a avaliação do produto. Dados da pesquisa IBOPE e-commerce apontam que 47% das pessoas buscam por avaliações na hora de comprar o produto.

Sendo assim, disponibilize em sua loja virtual, um campo destinado à avaliação dos produtos. Notas ou resenhas, não importa, o que interessa é que o cliente consiga avaliar o produto ou serviço, seja no segmento de soluções industriais ou comerciais.

Compartilhe esse post

Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *