fbpx

O que é escalabilidade em softwares

Escalabilidade

A escalabilidade remete à produção em escala e, aplicada à um negócio, tem o objetivo de gerar uma produção maior com custos reduzidos. Para aplicar este conceito, é preciso planejar, visualizar oportunidades, criar um modelo de negócio e validá-lo, elaborar um plano para o negócio, iniciar a operação e, por fim, estimular a tração da empresa de acordo com a escalabilidade.

Para buscar uma escalabilidade eficiente, é importante investir em planejamento. A escalabilidade não significa necessariamente vender mais, mas executar o fluxo de venda e entrega com rapidez e sem diminuir a qualidade e rentabilidade. No modelo escalável, a empresa deve se preocupar em manter a gestão organizada a fim de lidar com o crescimento e o aumento da demanda sem perder a qualidade e assegurando entregas.

 

 

 

Para uma empresa ser escalável, este modelo deve apresentar as seguintes características:

1. Ensinável

Se qualquer funcionário da empresa consegue aprender o processo de produção da sua empresa, significa que seu negócio é escalável.

2. Valioso

A sua empresa é diferenciada das demais por ser escalável. Com a oportunidade e os conhecimentos certos, você consegue agregar mais valor à sua empresa.

3. Replicável

E como terceira prova de seu negócio ser escalável, o seu processo conseguir ser reproduzido e continuar gerando receita. Além de isto demonstrar que seu modelo de negócio funciona, indica que há mercado para expandir.

 

Escalabilidade em softwares

Em softwares, escalabilidade é um conceito simples de se entender: capacidade dos sistemas distribuídos, conhecidos como clusters, de acomodarem o aumento de carga. Ou seja, um software é escalável quando consegue atender às demandas sem perder a qualidade. Na escalabilidade, incorpora-se os limites físicos ao desempenho.

 

Virtualização e performances

O funcionamento desses sistemas é monitorado constantemente em todos os processos. As demandas são controladas por estes sistemas que, de acordo com a necessidade, alocam mais recursos. Escalabilidade significa também economizar recursos em alguns momentos e identificar quando a infraestrutura deve ser aumentada.

Para isso ser possível, é necessário virtualizar e ter softwares capazes de gerenciar demandas, ou seja, o software deve ter a capacidade de alocar recursos, gerenciar demandas, distribuir a carga entre os servidores e monitorar totalmente o desempenho do sistema. Assim, é possível definir máquinas de diferentes capacidades para demandas específicas.

 

Tipos de escalabilidade

Quanto um software recebe muitos dados ou acessos, se ele não for escalável, pode ter problemas. O sistema pode ficar instável, ficar off-line ou até mesmo corromper o banco de dados. Ao pensar na escalabilidade de um software, passamos por 2 modelos:

  • Escalabilidade horizontal ou scale out: uso mais aplicável, consiste em adicionar mais recursos para um conjunto de servidores (clusters) inserindo novas máquinas para distribuir cargas de trabalho pesadas.

 

  • Escalabilidade vertical ou scale up: consiste em melhorar o sistema adicionando mais recursos, como memória, processador e novos discos.

Em um projeto de média à alta complexidade, é sempre melhor optar pela vertical primeiro e depois a horizontal. Dessa forma você reduz os custos e otimiza o sistema.

 

 

 

Fontes:

www.informant.com.br

endeavor.org.br

www.uolhost.uol.com.br

ntakashi.net

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com seus amigos e escreva nos comentários o que achou.

 

 

 

Compartilhe esse post

Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.